Medo/vergonha da minha gaveta de meias. Elas não são as peças mais delicadas, mas acho que são as mais defendidas por Marie Kondo, que implora para que a gente dê um descanso digno para quem nos protege o dia todo. Achei justo.

The horror! The horror!
The horror! The horror!

Olhar o redemoinho preto me fez questionar se realmente ia conseguir acomodar tudo em um só lugar, mesmo depois de tirar algumas peças. E aqui tive mais um desafio de dobrar roupas segundo o método KonMari. Marie defende que a forma de melhor poupar espaço é sempre dobrar as coisas em retângulos e colocar tudo na vertical. Me aventurei num gif pra mostrar como ela recomenda a dobra de meias.

Como dobrar meias (Natasha, esse gif é pra você!)
Como dobrar meias (Natasha, esse gif é pra você!)

Comecei pelas meias mais grossas e meias calça pra tentar já fazer uma divisão natural pras meias pequeninas. Eu tinha um monte de meias ainda no pacote, o que é outro no-no pro KonMari: nada de etiquetas ou pacotes, eles só gastam mais espaço e nos impedem de usar de uma vez o que compramos. Doeu tirar as meias da embalagem, então resolvi as mais finas em um saquinho pra proteger.

Dobrar as meias menores foi menos traumático do que pensei. E com todas dentro da gaveta arrumadinhas eu tive mais segurança pra descartar as mais velhinhas. Olha que primor essa gaveta!

A mágica da arrumação das meias <3
A mágica da arrumação das meias ❤

Balanço: 62 peças (!) a menos